Quem foi Mikao Usui

usui

Monge japonês, Dr. Mikao Usui no final do século XIX se pergunta como é que processava-se a cura pelos grandes Mestres da antiguidade como Jesus, Buda e etc. Não sabendo responder essa pergunta Dr. Mikao Usui transforma completamente seu objetivo de vida em busca dessa resposta.

Aprofundou seus estudos nas Escrituras Sagradas na tentativa de desvendar o segredo de como Jesus e seus discípulos
curavam os doentes. Não tendo encontrado a resposta, aprofundou-se na filosofia budista em diversos mosteiros.

Encontrou apoio de um abade que também estava interessado nesta mesma questão. E assim entrou em contato com os Sutras, escrituras budista. Estudou as traduções japonesas nas escrituras budista, mas não encontrou a explicação que buscava. Decidiu aprender sânscrito para ter acesso aos textos budista originais e as documentações que não tinham sido
traduzidas.


Após 7 anos, finalmente encontrou o que tanto procurava! Anotações de um discípulo de Buda lhe deram a chave, os símbolos e a descrição de como este grande Mestre curava. Embora tenha redescoberto o conhecimento, não tinha ainda o poder da cura. Havia comentado o fato com seu velho amigo abade e decidiu dirigir-se a uma montanha sagrada para meditar em busca deste poder.


Na montanha sagrada meditou durante vinte e um dias. Para ajudar na sua contagem do tempo, colocou diante de si a mesma quantidade de pedrinhas que eram descartadas uma a uma, dia após dia. No 21o. dia viu no horizonte luzes que vindo ao seu encontro deram formação aos símbolos que ele havia encontrado nas anotações em sânscrito. Perdeu os sentidos e ao recobrá-los percebeu ter entrado em contato com o poder de cura que tanto procurava.

Primeira constatação foi que apesar de ter jejuado durante 21 dias, não se sentia faminto, nem esgotado. Tinha recobrado miraculosamente as suas energias. A segunda, quando movido pela alegria de ter encontrado a resposta e querendo transmitir estes conhecimentos para o seu amigo abade, feriu-se no dedão do pé , impondo suas mãos sobre o ferimento, constatou, para sua surpresa, que a hemorragia e a dor cessaram instantaneamente. Ao pé da montanha Mikao Usui parou num pequeno albergue e pediu uma refeição.

O proprietário percebendo pelo aspecto do monge que o mesmo havia passado por um jejum de vários dias na montanha sagrada decidiu preparar-lhe uma refeição leve. Esta lhe foi servida por uma menina que pelo seu aspecto percebia-se estar com muita dor de dente. Com o toque das mãos de Mikao Usui, a dor que afligia a menina desapareceu.

Ao regressar ao mosteiro, Usui soube que seu amigo estava acamado com ataque de artrite. Impondo- lhe as mãos nos pontos doloridos, aliviou-o da dor com as suas mãos de cura. O abade curado exclamou contente: “Isto é Reiki! Energia Universal da Vida.”


Durante os sete anos seguintes, Dr. Usui trabalhou curando doentes em um gueto de mendigos no Japão. Algumas pessoas que haviam sido beneficiadas pelo toque de suas mãos assumiram novos papéis em suas vidas. Mas, algumas retornaram a vida antiga, pois não queriam assumir as suas responsabilidades. Mikao Usui diante deste fato sentiu a necessidade de criar as Máximas de Vida no Sistema Reiki, que são:

“PRECISAMENTE HOJE,NÃO TE PREOCUPES

PRECISAMENTE  HOJE, NÃO TE ABORREÇAS

HONRA TEUS PAIS, MESTRES E IDOSOS

GANHA TEU PÃO DIÁRIO HONESTAMENTE

DEMONSTRA GRATIDÃO PARA COM TUDO QUE É VIVO”.


Abandonou o gueto de mendigos e decidiu ensinar somente àqueles que realmente tinham o desejo de mudar as suas vidas. Ensinou às pessoas como curar a si mesmas e lhes entregou os princípios de Reiki para também curarem a sua forma de vida.